Menu
RSS

Albergues da Juventude

Albergues da Juventude

Em 1909, o alemão Richard Schirmann idealizou a criação dos Hostels isso após uma viagem onde ele precisou refugiar-se ao longo de uma estrada. O primeiro Hostel começou a funcionar três anos mais tarde em um castelo na Alemanha. Com estilo de simples hotéis e pousadas, os albergues se popularizaram através da procura do público jovem e da maneira coletiva como apresentam os seus serviços.

 O primeiro a chegar no Brasil foi o "Residência Ramos" no Rio de Janeiro e a  Federação Brasileira de Albergues da Juventude (FBAJ) foi fundada em 1971.

O alberguista, ao se hospedar, tem direito à dormir em uma cama de beliche e ganha um armário onde pode colocar seus objetos pessoais. Alguns albergues oferecem café da manhã. Outros têm refeitórios e podem servir almoço e jantar mas os custos são por conta do hóspede também chegam a oferecer a cozinha para quem desejar fazer suas refeições por conta própria. Se hospedar em quartos conjuntos é a melhor opção para quem está viajando sozinho ou para quem gosta de fazer muitas amizades na estrada.

É sempre bom não deixar objetos pessoais para fora do armário. A falta de conforto pode ser compensada pelas amizades que são feitas, visto o movimento constante de pessoas que chegam aos albergues e a falta de conforto também não assusta os alberguistas Embora os alojamentos sejam dividos por sexo, já existem uns onde os quartos são individuais, apropriados para casais e famílias. A medida surgiu porque percebeu-se que a primeira geração de alberguistas já envelheceu e eles tem família mas ainda curtem viajar pelo sistema do hostelling. 

Alguns Links interessantes: 
Confira abaixo os dois principais links de albergues. Você também pode acessar na parte albergue do nosso site - clique aqui 
FBAJ - Site oficial da Federação Brasileira de Albergues da Juventude, no site você pode ter informações sobre a federação e de como comprar a carteira de alberguista e de estudante internacional. 
Hostel Mundo - Site oficial da rede Hostelling, nesse link você pode ter informações de albergues do mundo inteiro.

 

Dicas: 

01) Não deixe nada fora do seu armário. Geralmente os albergues não se responsabilizam por objetos perdidos ou roubados. 

02) Deixe seu leito sempre marcado com uma toalha ou algo semelhante. Os quartos são coletivos e, às vezes, é comum chegar no alojamento e encontrar outro hóspede dormindo na nossa cama. 

03) Alguns albergues têm restaurantes, mas os preços, às vezes, não são tão atrativos. O ideal é você procurar outro local para almoçar e jantar. 

04) Tenha sempre a mão uma agenda. Você geralmente conhece muitas pessoas. 

05) Faça as reservas antecipadamente e tenha garantias quanto a sua vaga. Época de carnaval, férias, ou nas festas de fim de ano os albergues lotam e muitas pessoas acabam dormindo pelas varandas e corredores. 

06) Ter a carteira de alberguista não lhe dá direito a descontos em cinemas, museus ou teatros. Para ter acesso a estes descontos no Brasil é necessário ter carteira nacional de estudante e, no exterior, a carteira estudantil internacional. Maiores informações no grêmio da sua escola ou no DCE da sua universidade. 

07) Faça amigos mas tenha cautela. Não entre nos alojamentos do sexo oposto sem avisar previamente, assim como evite sair com pessoas em que você não confia totalmente. 

08) Não seja egoísta. Nos albergues quase tudo é coletivo inclusive os banheiros, móveis, talheres. Use todos os serviços deixando-os aptos para outros hóspedes usarem também. Às vezes o albergue cede sua cozinha (incluindo panelas, talheres, pratos) para o hóspede fazer sua própria refeição. Não se acanhe. Coma, mas em seguida, lave tudo e passe uma vassoura no local. 

09) Lembre-se de fazer uma rápida pesquisa nos hotéis e pousadas da cidade aonde for. Nem sempre a melhor relação custo/benefício está nos albergues: algumas pousadas têm preços menores. (O fato de ter a carteira de alberguista não o obriga necessariamente a ter que se hospedar em um). 

10) Se for viajar com a família pense duas vezes antes de ir a um albergue só com alojamentos coletivos. Procure os que possuam quartos individuais


 Fonte: Brasil de Mochila

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo