Menu
RSS

Mochilão pelo Brasil: Um roteiro de 25 dias

Um Mochilão de 25 dias pelo Brasil. Um Mochilão de 25 dias pelo Brasil.

Fazer um mochilão pelo Brasil é uma experiência inesquecível. São tantas realidades diferentes e cenários contrastantes no país, são tantas opções de lazer e entretenimento, que é preciso definir os próprios interesses de antemão para desfrutar das infinitas possibilidades turísticas que, por natureza, o Brasil possui.

Um roteiro para 25 dias de viagem, que contempla em doses iguais, cultura e natureza, badalação e contemplação, passa por algumas das mais belas paisagens brasileiras, envolvendo paradas em cinco Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Espírito Santo e Bahia.

O percurso pode ser feito inteiramente de carro ou ônibus, ou com alguns trechos de avião, aproveitando as promoções das companhias aéreas mais econômicas. A acomodação em pousadas e albergues também é garantia de economia e muita diversão; basta escolher e reservar as estadias com antecedência, para não ter nenhuma surpresa desagradável na chegada. Depois, é só fazer as malas e colocar os pés na estrada!

Conheça o que é imperdível fazer em cada uma das cinco paradas:

Santa Catarina: 3 dias

Florianópolis é o ponto da parada no Estado. Três dias na ilha dão conta de conhecer as mais belas praias e os melhores agitos da cidade. A ilha esbanja praias para todos os gostos, desde as mais familiares, com águas mansas, às de mar agitado, preferidas por surfistas e pela moçada; há praias de acesso fácil e outras só alcançadas por meio de trilhas; praias com infra-estrutura ou semidesertas. A mais turística de todas, cercada por bares e restaurantes, é a Praia da Joaquina. No norte da ilha estão as praias com águas mais calmas e quentes como Canasvieiras, Ingleses, Ponta das Canas entre outras, onde se pode caminhar cerca de 1km mar adentro com água na altura da cintura.

 

 

Depois de passar o dia nas areias, vale conhecer a casa e museu da artista catarinense Eli Heil, chamado de O Mundo Ovo de Eli Heil. É um espaço artístico surpreendente na capital, com telas, esculturas e obras marcantes da artista.

Para se hospedar, uma ótima opção é o albergue Tucano House Backpackers, que fica na Lagoa da Conceição, uma região conhecida por sua efervescência, onde estão os melhores clubes noturnos, bares, restaurantes e lojas de Floripa.

São Paulo: 7 dias

Com inúmeros atrativos na capital, no interior e no litoral, o Estado de São Paulo requer um mínimo de 7 dias para ser explorado. Na Capital, vale ficar por três dias. É obrigatória uma visita ao bairro do Bixiga, numa noite qualquer, e ao da Liberdade, se possível num domingo, para aproveitar a feirinha oriental que atrai milhares de pessoas às ruas para comer sushis e outras iguarias da culinária japonesa. E os fãs de artesanato, chorinho e de antiguidades também não podem perder uma visita à Praça Benedito Calixto, que acontece todos os sábados à tarde.

O bairro da vila Madalena é perfeito para almoçar, num dos muitos restaurantes, ou fazer um happy hour no começo da noite. E a noite pode terminar em alto estilo, em alguma casa noturna no bairro dos Jardins, por onde circulam os mais descolados, ou em algum espetáculo teatral em algum dos incontáveis espaços culturais que São Paulo abriga.

Além dos bairros interessantes, é imprescindível uma caminhada no Parque do Ibirapuera, bem no coração de São Paulo, bem como visitar o MASP e percorrer toda a Avenida Paulista a pé, para vivenciar o verdadeiro espírito da “cidade do trabalho”. Para compras econômicas, um tour pela região central é essencial. A Rua 25 de Março é um ícone de vendas, com objetos das mais variadas ordens, a preços baixíssimos. Roupas baratas podem ser encontradas na região do Brás e na Rua José Paulino, onde há muitas lojas de fábricas. E também para iluminar o espírito, não há como perder uma visita ao Teatro Municipal, com todo seu glamour, nem ao Mercadão Central, com seus lindos vitrais e atmosfera contagiante nos finais de semana, aonde se reúnem pessoas de todas as tribos para comer os famosos sanduíches de mortadela e pastel de bacalhau.

Mas uma ida a São Paulo não está completa sem uma escapada para o litoral e outra para o interior. No litoral norte, Juquehy, Boiçucanga e Maresias são os pontos de maior badalação. No litoral sul, Guarujá é o lugar preferido dos paulistas para relaxar de uma semana estressante. É possível usufruir das praias de SP em dois dias. Para fechar, vale dar uma escapada de dois dias para o interior e conhecer Campos do Jordão. Dois dias na “Suíça brasileira” são o suficiente para aproveitar o melhor do frio serrano. Estando lá, é fundamental esbaldar-se nos deliciosos chocolates, comer o tradicional fondue de queijo, degustar vinhos especiais e fazer uma visita à Cervejaria Baden-Baden; programas que aquecem o corpo e alimentam a alma de qualquer um.

Para se hospedar na capital, o excelente Sampa Hostel, no miolo alternativo da Vila Madalena, é satisfação certa. Próximo ao metrô, o albergue tem uma atmosfera jovem e animada, perfeita para animar a estadia do mochileiro!

Rio de Janeiro: 7 dias

Não tem como deixar de fora do mochilão a Cidade Maravilhosa. A capital carioca, com sua natureza incomparável, sua vida noturna vibrante e o espírito livre e descontraído do povo são imãs para qualquer viajante do mundo. Três dias são o mínimo para saborear as delícias do Rio. Cumprir o itinerário clichê: Corcovado, Pão de Açúcar, Copacabana, Ipanema, Leblon, Baía de Guanabara, Horto Florestal, é obrigatório. Mas também é imperdível fazer um happy hour na Cobal do Humaitá, o tradicional mercado de frutas e legumes que reúne também alguns dos bares mais legais da cidade e conhecer a coleção de orquídeas e bromélias do Jardim Botânico. Como dicas culturais, vale visitar o Palácio do Catete, que reconta a história da República, com ênfase na era de Juscelino Kubitschek e ir à Fundação Eva Klabin, ver peças de Botticelli, porcelanas inglesas e um closet repleto de peças Dior e Chanel.

 

Para usufruir de toda essa agenda com tranquilidade, hospedar-se no Leblon, o bairro mais sofisticado do Rio é uma ótima pedida! Fica lá o recomendadíssimo albergue Fatima Macintyre Guesthouse. A cinco minutos de caminhada das praias e a dez minutos da bela Lagoa Rodrigo de Freitas, o albergue é uma casa charmosa, onde os hóspedes têm à disposição além de muito conforto e segurança, bicicletas para circular pela cidade. Tudo a preços supereconômicos!

Depois de passar três dias na capital, vale passar dois dias em albergues em Paraty e dois dias em Búzios. Cidades apaixonantes, que não podem ficar de fora do roteiro. Em Paraty, vale caminhar pelo centro histórico a pé, entrando em cada lojinha; conhecer Trindade e suas lindas praias durante o dia, a poucos minutos do centro, e à noite jantar em algum dos inúmeros restaurantes da cidade. O Café Margarida tem preços salgados, mas os pratos deliciosos e o ambiente único do lugar compensam um pequeno rombo no orçamento. Para fechar a noite, vale tomar um sorvete sem igual na Ice Paraty, na Rua do Comércio. O Hostel Recanto Azul é a dica de hospedagem, pertinho da praia e com um belo café-da-manhã incluso na diária.

Em Búzios, mais dois dias de puro prazer. Percorrer a Rua das Pedras sem pressa, perder a hora nas praias, vendo o pôr do sol que encantou ilustres como John Kennedy, Brigitte Bardot e Janis Joplin e encerrar o dia em algum dos muitos bares-barcos descolados na a Praia Azedinha são programas únicos e que ficam na saudade de qualquer viajante que tenha conhecido Búzios. Uma ótima opção de hospedagem na cidade é o Che Lagarto Búzios, que fica na Rua da Paz, a 200 metros da Rua das Pedras, bem próximo a toda badalação da cidade.

Espírito Santo: 2 dias

Assim como Floripa, essa outra ilha-capital tem paisagens magníficas. Na rota entre o Rio e a Bahia, vale fazer uma parada de dois dias em Vitória. A praia mais turística da cidade é a de Camburi, que fica na parte continental, no bairro Jardim Camburi. A região oferece diversas opções de acomodação, um lugar ideal para relaxar entre uma viagem e outra.

À noite, é parada obrigatória um jantar no Restaurante Papaguth, para degustar a legítima moqueca capixaba, eleita a melhor do Espírito Santo. Instalado no mirante da Praça do Papa, o restaurante tem ambiente todo envidraçado, com vista para o mar e o Convento da Penha, cartões-postais de Vitória. Não dá para deixar de ir!

Outra atração é o incrível Parque Pedra da Cebola. É lá onde fica uma formação rochosa incomum, que atrai gente de todos os lugares por seu aspecto único. Com área superior a 100 mil metros quadrados, o parque possui uma natureza rústica, com mata Atlântica e a presença de aves e répteis soltos. O parque também Possui um jardim japonês elaborado e um mirante com vista indescritível para a Praia de Camburi, parte do Maciço Central, o Porto de Tubarão e o Morro do Mestre Álvaro, localizado em Serra.

Bahia: 6 dias

O Estado da Bahia possui algumas das mais belas praias do Brasil. Difícil escolher entre elas, quais visitar. Mas dentro de um roteiro de poucos dias, vale priorizar Salvador, pelo seu legado cultural e Morro do São Paulo, pelo estilo rústico-chique alternativo, reduto de viajantes com os mais variados perfis.

Em Salvador, é imperdível o tour pelo folclórico Pelourinho. Às terças e aos domingos, durante o verão, os ensaios do Olodum animam os dias e noites de quem passa por lá. Conhecer a Igreja e o Convento de São Francisco é algo que também não pode ser deixado de lado. As lindas paredes azulejadas e piso em mármore emolduram essa obra da arquitetura barroca, formando uma imagem difícil de esquecer, de tão bonita que é. Além disso, mergulhar na belíssima Baía de Todos os Santos para apreciar o corais e embarcações naufragadas, assistir ao pôr do sol no Farol da Barra, visitar a casa de Jorge Amado, comer os autênticos acarajé, tapioca e vatapá, são algumas das muitas lembranças inesquecíveis que se leva de Salvador, junto com as pulseirinhas do Senhor do Bonfim.

Próximo à bela praia do Porto da Barra, onde fica o famoso Farol da Barra, está o conceituado Barra Guest Hostel, um albergue para quem quer segurança, conforto e tranquilidade, mesmo estando próximo a toda badalação de Salvador.

Depois de três dias ao som de berimbau, envolto pelo ritmo da capoeira e já falando mais devagar, como um legítimo baiano, o mochileiro pode seguir para a ilha de Morro do São Paulo. Ir para este paraíso moldado pela natureza é sem dúvida, fechar o mochilão com chave de ouro! Muita sombra e água fresca, praias idílicas para passar o dia, bares e restaurantes incríveis para passar a noite. Isso é tudo o que se pode sonhar em ter após mais de 20 dias mochilando. Se a esta altura, a preguiça já não estiver no grau máximo, vale estender o passeio um pouco mais até a Ilha de Boipeba, um pedacinho do éden na Terra quase intocado pelo homem, no litoral baiano.

A graciosa Pousada Aradhia, que fica em frente ao mar, possui piscina, bar e restaurante próprios e uma decoração caprichada, é uma excelente alternativa de hospedagem para complementar ainda mais o cenário cinematográfico da ilha. Três dias são o suficiente para sentir este gostinho do paraíso, bom, isso se o mochileiro não resolver largar tudo para trás e adotar Morro como seu novo lar.

Pode reservar Albergues em todas as cidades do Brasil e mundo no http://www.hostelbookers.com.br

Confira e reserve albergues que foram citados na matéria.

Albergues Rio de Janeiro
Albergues São Paulo
Albergues Búzios
Albergues Fortaleza
Albergues Salvador da Bahia
Albergues Paraty
Albergues Florianópolis
Albergues Angra dos Reis
Albergues Foz do Iguaçu
Albergues Ilha do Mel
Albergues Ilha Grande
Albergues Lençois
Albergues Natal
Albergues Porto Galinhas
Albergues Porto Seguro
Albergues Recife


Fonte: Brasil de Mochila

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo